Mais 218 professores são enquadrados através da ação judicial impetrada pelo Sinter

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

No início da tarde desta sexta-feira, 12/03, a direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Roraima (Sinter) anunciou o enquadramento de mais 218 professores, através da ação judicial impetrada pela entidade sindical.
Conforme a ação ganha pelo Sinter, além do enquadramento os beneficiados terão o direito de receber o valor do retroativo desde a data do requerimento protocolado até a data de efetivação da decisão judicial. Retroativo este que deverá ser calculado e pago, conforme determina a ação e com base nos procedimentos jurídicos e administrativos necessários e que o sindicato irá acompanhar de perto o desenrolar disso.
Segundo o Sinter, estão sendo enquadrados os professores que optaram pelo Plano de Cargos, Carreiras e Remunerações dos Servidores da Educação Básica do Estado de Roraima – PCCREB, com 30 e 40 horas semanais.
A publicação do cumprimento da decisão judicial por parte da Secretaria Estadual de Educação (SEED) consta na Edição N°: 3918 do Diário Oficial do Estado, datado do 11 de março de 2021, com a relação dos nomes e respectivas cargas horárias.
Para a diretora geral do Sinter, Josefa Matos, o cumprimento da decisão judicial favorável aos trabalhadores em educação sindicalizados é apenas o resultado do trabalho sério, responsável e transparente que o sindicato vem realizando em favor da categoria.
“Esse enquadramento é uma conquista merecida dos trabalhadores da rede estadual de ensino e nós do Sinter, desde o início, vínhamos empenhados para garantir esse direito. Primeiro buscamos resolver pela via administrativa, depois apelamos para a via política e no final só nos restou ingressarmos em 2017 com a ação judicial vitoriosa, que garante o direito do enquadramento e do recebimento do retroativo numa mesma ação”, afirmou Josefa Matos.
Por sua vez o diretor jurídico do Sinter, Jefferson Dantas, lembrou que nos últimos anos todas as vezes que existe demandas judiciais de interesse da categoria, algumas pessoas circulam nas escolas prometendo mundos e fundos, falando mal da entidade sindical e por fim oferecendo serviços caros para que os trabalhadores em educação consigam garantir seus direitos.
“Infelizmente alguns professores se envolvem emocionalmente com campanhas de ataques contra a sua própria entidade sindical e deixam de seguir as orientações do seu sindicato. Mas como dizem, o tempo é o senhor da razão. Foi assim na questão do 1/3 de férias e também na questão do enquadramento. E nossa melhor resposta é apresentar o resultado positivo para cada trabalhador que confiou no Sinter. Em breve estaremos anunciando mais uma lista de novos enquadrados, pois nós estamos trabalhando”, declarou Jefferson Dantas.