COBRANÇAS – Diretoria do SINTER tem reunião com chefe da Casa Civil

Na tarde desta sexta-feira, 3, a diretoria do SINTER foi recebida pelo chefe da Casa Civil, Flamarion Portela. Além de problemas relacionados as progressões dos aposentados, a reposição salarial, insalubridade e periculosidade dos professores que trabalham no Centro Socioeducativo (CSE), Penitenciária Agrícola de Monte Cristo (PAMC) e Cadeia Pública foram pontos discutidos na reunião. Josefa Matos, Antonia Pedrosa, Jeferson Dantas e Valdemar Júnior foram os dirigentes que participaram da audiência no Palácio do Governo. “Estamos buscando resolver os problemas de forma administrativa. O secretário nos garantiu que estão concluindo o impacto financeiro para efetuar uma reposição salarial justa. Só após a conclusão desse estudo, ele poderá informar o percentual que será concedido para toda a categoria”, informou Josefa. “Vamos ficar vigilantes e continuar cobrando”.…

0 Comentários

Sinter defende PCCR da Educação Básica em assembleia estadual da OPIRR

Diretores do Sindicato dos Trabalhadores da Educação em Roraima (Sinter) defenderam nessa quinta-feira (2), na assembleia estadual da OPIRR (Organização e Professores Indígenas de Roraima), a aprovação do PCCRDEB (Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração dos Trabalhadores em Educação Básica de Roraima). Durante o primeiro dia da 27ª edição do evento, realizado na comunidade indígena Três Corações, no Amajari, o Sinter também reforçou que trabalha incansavelmente para incluir a tempo os indígenas no PCCRDEB, que é um anseio de muitos servidores e servidoras dos povos indígenas. A diretora-geral do Sinter, Josefa Matos, abordou todas as ações desenvolvidas no sindicato. A diretora do departamento indígena, Cassydene Cesário, membro da comissão da CGPEB, comentou sobre as progressões e esclareceu dúvidas da categoria sobre o assunto e…

0 Comentários

Sinter realiza Assembleia Geral presencial após dois anos sem os encontros deliberativos

Neste sábado, 27, foi realizada na sede do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Roraima (SINTER), uma Assembleia Geral. A reunião presencial não ocorria há dois anos devido à pandemia de Covid-19. Durante o encontro da direção com os sindicalizados foram debatidos temas referentes à aplicação dos recursos do Fundo de Manutenção de Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Dados do relatório do Fundeb de 2020, mostram que o Estado recebeu R$ 432.590.649,95 e gastou R$ 465.295,290,31. A diferença é proveniente do Tesouro Estadual. Os valores provam que não existe resíduo do Fundo. "Precisamos abordar essa pauta, porque o Estado deve gastar 60% do valor do Fundeb com o pagamento da folha dos professores. Os outros 40% são…

0 Comentários