Seja bem-vindo

Horário de funcionamento:

Seg-Sexta
8hs às 12hs
14hs às 18hs

Fale conosco


95) 3623-0487
faleconosco@sinterroraima.com.br

Pablo

Pablo

Terça, 30 Abril 2019 19:13

TRANSPOSIÇÃO PARA UNIÃO

Professor estadual, que ingressou entre novembro de 1993 e janeiro de 1996, você tem direito de realizar opção para integrar o quadro estatutário Federal!!!
É muito importante sua participação, sindicalizado ou não, compareça no dia 1° de maio na sede do SINTER , às 9 horas, pois juristas de Brasília, juntamente com o nosso advogado, Dr. Bernardino Dias, esclarecerão todas as dúvidas dos beneficiados.
A ação prescreverá em 27 de maio de 2019.
 
Flávio Bezerra
D.G do SINTER

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Roraima (Sinter) convoca todos os trabalhadores em educação para participarem das atividades a serem realizadas nesta quarta-feira, 1° de maio, pela celebração do Dia do Trabalhador.

As atividades fazem parte de uma programação nacional de luta em defesa dos direitos dos trabalhadores e em protesto contra a Reforma da Previdência que tramita no Congresso Nacional e que visa penalizar a classe trabalhadora e os mais necessitados da sociedade brasileira.

O evento está sendo organizado pelas centrais sindicais em todo o Brasil em conjunto com os movimentos sociais e as forças progressistas do país. E em Roraima a concentração será às 16 horas e 30 minutos em frente ao parque Anauá, com saída de uma carreata às 17 horas em direção a praça central do bairro Cidade Satélite, onde será realizado um ato político com diversas manifestações culturais.

De acordo com o diretor geral do Sinter, professor Flávio Bezerra da Silva, além das questões nacionais, o evento do dia 1° também vai pautar os problemas enfrentados pelos trabalhadores de Roraima, sejam servidores públicos, privados, rurais e urbanos.

“Estamos vivendo um período de forte perseguição e tentativa de retirada de direitos, principalmente contra a categoria dos trabalhadores em educação. Por isso precisamos reagir e lutar pelos nossos direitos, sendo muito importante que a nossa categoria esteja presente mostrando a nossa força e a nossa voz em defesa de nossos direitos. Esperamos contar com a presença massiva de nossa categoria”, destacou Flávio Bezerra da Silva.

A direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Roraima (Sinter) anunciou que o processo de escolha dos delegados para participarem do XIV Congresso dos Trabalhadores em Educação a ser realizado no período de 23 a 25 de maio próximo.

As inscrições podem ser feitas no período de 22 de abril até o dia 13 de maio, na própria sede do Sinter no horário das 8h às 12h e das 14h às 18h, podendo também ser feita através do endereço eletrônico, https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdtqftje94BeYaIWk7uSg4DAFw05k3cQVO_WYJooRptHUc1fA/viewform.

De acordo com informações prestadas pelo professor Flávio Bezerra da Silva, cada escola terá direito a um delegado/a para cada 05 (cinco) funcionários efetivos. Os delegados devem ser escolhidos em reunião organizada pelo (s) representante (s) de escola com registro em ata única por escola, que deverá ser entregue no SINTER até o dia 13/05/2019. Os sindicalizados aposentados terão seus delegados retirados em reunião promovida com essa finalidade pelo Departamento de Aposentados do SINTER, na proporção de 01 (um) para cada 05 (cinco), sendo que para ser delegado os interessados precisam ser sindicalizados. Para maiores informações, telefonar para os seguintes números: 3623-0487 e 3623-6731.

Sobre inscrições para apresentação de teses, Flávio Bezerra da Silva, disse que deverão ser subscritas por no mínimo 15 trabalhadores da base do SINTER sindicalizados. As teses deverão ser inscritas no período de 2º a 10 de maio de 2019, até às 17 horas, na sede do SINTER, mediante protocolo de recebimento.

As teses deverão ser entregues em versão impressa (fonte Arial 12, com espaçamento de 1,5), pessoalmente e com cópia em CD, em formato PDF e formato editável.

Todas as teses serão disponibilizadas no site do SINTER; Cada tese deve ter, no máximo, 20 páginas, se for completa e duas páginas para teses que tratem apenas de temas específicos.            As teses e/ou resoluções devem versar sobre os temas do Congresso que são: 1– Conjuntura Internacional, Nacional e Estadual. (abordar os temas da democracia, da soberania e da luta pelos direitos sociais no contexto golpista e as influências do imperialismo americano e do capital global).’, disse.

A realização do Sinter é muito importante para o conjunto dos trabalhadores, por isso, mesmo não sendo delegado, qualquer trabalhador em educação ou estudante pode participar de nosso evento, sendo que os sindicalizados estão isentos de taxa de inscrição que é R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia) mediante a apresentação da carteira de estudante.

Terça, 23 Abril 2019 09:14

Dia 23 de abril - Dia Mundial do Livro

A direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Roraima (Sinter) informa aos sindicalizados que ingressaram com a Ação para o recebimento do 1/3 de Férias que - em reunião de diretoria realizada no último dia 18 de abril do corrente ano - deliberou por renunciar aos 2% que a entidade sindical teria direito sobre a referida ação, conforme o Estatuto.

Desta forma, nenhum sindicalizado irá pagar os 2% referentes a ação acima citada e os que já receberam os valores da Ação do 1/3 de Férias, terão os valores relativos aos 2% - que seriam destinado para a entidade sindical - restituídos pelo departamento financeiro do Sinter, na maior brevidade possível.

Boa Vista/RR, 22 de abril de 2019.

Flávio Bezerra da Silva

Diretor-Geral do Sinter

Sexta, 19 Abril 2019 12:46

19 de Abril, Dia do Índio

A direção do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Roraima (Sinter) através do departamento dos Técnicos Educacionais iniciou uma campanha de esclarecimento aos servidores estaduais que forem do quadro efetivo do cargo de auxiliar de serviços gerais e que estejam na função de vigia, mas sem receber o adicional noturno que que reivindiquem este direito através de requerimento.

O diretor Michel Nogueira disse que a orientação que o sindicato está dando visa garantir o direito do servidor e que tem fundamentação legal. “Para tanto, existem alguns procedimentos básicos necessários para que o servidor possa requerer esse direito e é isso que estamos orientando a categoria”, esclareceu Michel Nogueira.

Eis as orientações dadas para os servidores que se enquadram nesta situação:

“1) Solicite no Recursos Humanos da Secretaria Estadual de Educação – RH/SEED-RR por REQUERIMENTO (modelo de requerimento da SEGAD abaixo) o pagamento do seu ADICIONAL NOTURNO, “marque no ítem 7.1” no requerimento da SEGAD conforme modelo a seguir:

(...)

  1. Licenças/Benefícios:

7.8 (X) Adicional noturno (Art. 72, Lei Complementar 053 de 31.12.2001) (Anexar cópias das escalas de serv. E das folhas de frequência do período pleiteado)

2) Providencie a sua documentação para anexar a seu requerimento:

  • Cópias da escalas de serviço assinada pelo Diretor da escola ou setor onde esteja lotado como vigia (modelo abaixo);
  • Cópias das folhas de frequência do período pleiteado assinada pelo servidor e diretor da escola ou setor onde está lotado (preencha sua freqüência com horário de entrada e saída).’

Além disso, o diretor do departamento dos técnicos educacionais do Sinter informa que: “Pegue o seu comprovante de entrega de requerimento no Recursos Humanos da Secretaria Estadual de Educação – RH/SEED-RR. No caso de indeferimento de seu requerimento entre em contato com o DETE para providências jurídicas. Mais informações ligue para o SINTER ou Diretoria do DETE, fones: SINTER: 3623-6731 /0487 – SINTER 99118-6393 (vivo) Diretoria do DETE: (95) 99146-2799 - Diretor Michel Nogueira; (95) 991254911 - Diretor Kelsen Rivera.”.

De acordo com o diretor-geral do Sinter, professor Flávio Bezerra da Silva, a direção do Sinter está sempre alerta na defesa dos direitos dos trabalhadores, sejam eles professores ou técnicos educacionais, federais ou municipais.

‘Procuramos sempre garantir os direitos dos trabalhadores em educação seguindo os passos normais, buscamos uma solução pela via administrativa solicitando a solução do problema existente; depois caso a burocracia não funcione apelamos para o aspecto político sindical e se nenhuma das duas tentativas derem resultados apelamos para a esfera judicial, pois o que não pode é o trabalhador ficar sem o seu direito garantido por lei”, esclareceu Flávio Bezerra da Silva.

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado de Roraima (Sinter) está organizando, apoiando e participando das manifestações realizadas pela comunidade escolar em função do atraso do ano letivo nos municípios do interior do estado.
Trabalhadores em educação, pais e alunos, dos municípios de Caracaraí, Rorainópolis, Normandia e de outras localidades estão mobilizados em protesto contra o atraso do início das aulas e contra a falta de condições de trabalho.
De acordo com os manifestantes as justificativas apresentadas pelo governo do estado não justificam nada e quem está sendo prejudicado são os alunos, professores e toda a comunidade escolar.
“A manifestação é para cobrar do governo o início do ano letivo em Rorainópolis porque começou parcialmente, em uma escola, mas sem as menores condições de trabalho, tanto para o professor, quanto para o técnico e para os alunos que precisam cumprir o horário normal, sem merenda, sem servidor na copa, sem nenhuma condição”, explicou Francisco Eldo da Silva, coordenador do Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Roraima (Sinter) em Rorainópolis, para a equipe de reportagem do jornal Folha de Boa vista.
Para o diretor-geral do Sinter, professor Flávio Bezerra da Silva, as manifestações são justas e legitimas e possuem o total apoio da entidade sindical. Segundo ele, desde o início do mandato do atual governo que o Sinter alertava para os riscos dessa situação desordenada do calendário escolar. 
“Preocupados com o que poderia ocorrer propusemos para a Secretaria de Educação que às aulas começassem de acordo com as condições de cada unidade escolar. Que professores, alunos e pais, pudessem construir juntos o calendário e as que tivessem condições de começar começassem e as restantes que o estado procurasse resolver pontualmente cada situação. Mas nossa proposta não foi aceita e o resultado é este que a sociedade roraimense está vivenciando”, lamentou Flávio Bezerra.
Por sua vez, a diretora de Formação Política Sindical, Cheiliana Lima, disse que hoje, dia 11, das 15 ás 18 horas, a manifestação vai ser no município de Normandia, com representantes das escolas da sede do município e das comunidades indígenas.
“É uma situação muito complicada que prejudica todos os envolvidos, que impede um planejamento adequado por parte dos professores, dos alunos e dos pais dos alunos, pois quebra uma rotina que cada um já tinha. E ao mesmo tempo gera ansiedade, prejudicando e comprometendo o aprendizado dos alunos. O Governo precisa resolver está situação de imediato”, alertou Cheiliana lima.
Página 1 de 6
logooriginal.png

O Sinter originou-se de uma associação denominada APAIMA (Associação dos Professores de Roraima).

© Copyright 2019 Agencia Amazonia digital. All Rights Reserved.

Search